Blog

Home Blog Inbound Marketing Pare de rasgar dinheiro e mensure seus resulta...

Investir em marketing vai além de “espalhar chumbo” para divulgar o seu negócio. Se você não sabe onde deve gastar e o que pode gerar de retorno, desculpe, mas você só está rasgando dinheiro.

Até pouco tempo atrás, era muito difícil mensurar as ações de marketing, também chamadas de publicidade ou propaganda. Não haviam ferramentas que mostravam dados com precisão nas mídias tradicionais, que eram em sua maioria o grande alvo de investimento das marcas. Era tudo estimativa e nada preciso.

Hoje, já é possível mensurar todas as ações e resultados de suas estratégias, mas para isso é preciso saber quais métricas realmente importam para sua empresa e quais precisam ser mensuradas.


O marketing evoluiu e, hoje, passou a ter mais elementos racionais nas estratégias, somando com os elementos emocionais que eram criados através das campanhas.

É nesse cenário que a mensuração dos resultados ganha força no marketing. Cada vez mais as marcas precisam entender o comportamento das pessoas para saber se comunicar com elas e, dessa forma, saber quais canais devem estar presentes.

Na internet é possível medir, mensurar e monitorar todas as ações dos usuários na relação com sua marca. E é sobre isso que vamos falar agora: a importância de mensurar os resultados.

Mas quais resultados mensurar e em quais canais de marketing digital?

No marketing digital existem alguns conceitos definidos sobre canais, pois todas as ações são invariavelmente divulgadas por algum veículo/mídia. Abaixo, falaremos de forma ampla sobre o tema.

1. Tráfego direto

Esse canal representa todos os usuários que entram em seu site diretamente, sem ter vindo de outra página. É provável que esse usuário já conheça sua empresa e saiba sobre o seu site e por isso, digitou o endereço diretamente no navegador.

Podemos entender que uma pessoa que digita o seu site diretamente no navegador já conheça, ou seja indicado por alguém, ou ainda, que esteja retornando ao seu site para saber mais informações.

Se a sua empresa está investindo corretamente nas ferramentas de marketing, é possível saber se o usuário está retornando e até mesmo quais páginas ele acessou no seu retorno.

A partir desse canal, conseguimos saber quantas pessoas visitaram seu site, quantas retornaram, quais as páginas foram mais acessadas, quais páginas menos acessadas, o que é mais interessante para o seu visitante e quanto tempo o usuário permaneceu navegando no seu site.

É importante saber analisar esses dados e se perguntar: por que o usuário voltou ao meu site? Como ele se comportou no meu site? O que ele pode estar procurando?

Com essa análise, é possível saber se as ações executadas estão sendo efetivas.

2. Mídias sociais

Cada dia que passa, nasce uma nova rede social. Pela importância que as redes sociais ganharam ao conquistar a atenção de seus usuários, elas se tornaram um excelente canal não só de divulgação da marca, produtos e serviços, mas também um canal de relacionamento.

É claro que a gestão de quaisquer mídias sociais, precisa ser feita de forma profissional, para que se obtenha o máximo de resultado possível.

A partir das mídias sociais, conseguimos analisar a quantidade de pessoas atingidas que visualizam suas publicações, a quantidade de usuários que se engajam, quantos executam alguma ação, quantas pessoas acessam o site da sua empresa vindo das mídias sociais e quantas informações dos potenciais clientes sua empresa consegue obter, dependendo da campanha que se cria.

As perguntas que precisamos fazer aqui são: quantas pessoas estão se engajando com a minha marca? Quem são essas pessoas? É o meu público-alvo correto? Quanto estamos gastando por visualização?

3. Busca orgânica

Assim como as mídias sociais, as ferramentas de busca representam um dos grandes propulsores de tráfego e audiência na internet. Hoje, estar bem posicionado no Google é questão de competitividade e sobrevivência entre as empresas que querem crescer e se destacar no mercado.

O interessante da busca orgânica é que, geralmente, o usuário que pesquisa sobre o tema da sua empresa deva possuir algum conhecimento sobre o assunto e estar mais propenso a comprar seus produtos e serviços.

Mas por quais palavras as pessoas estão nos encontrando? Essas pessoas que nos acham são nossos clientes potenciais? Como está nosso posicionamento no Google?

Investir corretamente nessas estratégias, permite que sua empresa saiba exatamente por quais palavras-chave o seu público está procurando e quais delas são mais relevantes para o seu negócio e quais termos não utilizar mais.

Sabendo esse tipo de informação, você pode investir em estratégias de encontrabilidade de forma mais assertiva.

4. Links patrocinados

Complementando as estratégias dos canais de busca orgânica, a mídia paga é um canal que gera resultados mais rápidos do que a anterior pelo simples fato de ser uma mídia paga.

Assim como é importante estar presente em todos os canais de marketing digital que você viu acima, comprar tráfego pode ser uma forma mais rápida de atingir resultados para sua empresa, caso você não esteja bem posicionado no Google de forma orgânica.

Mesmo que seja muito difícil aparecer em primeiro lugar no Google com uma palavra-chave relevante para o seu negócio, você pode utilizar mídias pagas para conseguir divulgar para o público-alvo correto, através da compra de termos que o seu público normalmente pesquisa quando quer resolver os problemas ou satisfazer as necessidades que sua empresa resolve.

Porém, ao realizar a compra de palavras-chave, devemos nos perguntar: essas palavras são relevantes para o meu negócio? Está caro ou está barato adquirir novos visitantes para o meu site? Como estão as taxas de conversão das minhas campanhas?

Com essa análise, é possível ajustar as campanhas e aumentar a quantidade e a qualidade do público-alvo que busca pelos seus serviços na internet, aumentar a quantidade de visitantes qualificados e reduzir o custo de aquisição de clientes.

5. E-mail marketing

Apesar de ser uma estratégia bem antiga, o e-mail marketing ainda é uma das melhores ferramentas de comunicação, pois continua sendo o meio mais utilizado pela maioria das empresas para se relacionarem com seus contatos.

Assim como é importante adquirir novos visitantes para o seu site, também é importante manter relacionamento com os clientes atuais de forma personalizada e direta, pois algumas estatísticas apontam que manter um cliente atual é 7x mais barato do que conquistar um cliente novo.

Por essa razão, investir em relacionamento permite que a sua empresa consiga:

  •  Estar próxima do seu cliente ou potencial cliente;
  •  Educar o mercado através de conteúdo;
  •  Oferecer ofertas promoções exclusivas e personalizadas;
  •  Coletar feedback;
  •  Tornar-se relevante para o público-alvo;
  •  Aumentar as vendas.

Mas ao investir nesse canal, devemos nos perguntar: quantas pessoas estão na minha base de e-mails? Elas estão interagindo? São as pessoas certas? Quantas pessoas estão abrindo meus e-mails? Quantas estão clicando e comprando?

6. Tráfego de referência

E por último, mas não menos importante, existem outras fontes de tráfego que podem trazer pessoas até o seu site. Aqui, estamos falando de tráfego de referência, que é qualquer outro site da internet que esteja interligado com o seu, onde as pessoas saiam de lá clicando em algum link e acessem o seu site.

Essa ligação pode ser feita através de conteúdos compartilhados, chamados de co-marketing, mas também por outros, como blogs que compartilhem o seu conteúdo de forma espontânea.

Dessa forma, qualquer link que mande visitantes para o seu site pode acabar se tornando um possível canal de vendas! Além disso, ter seu conteúdo referenciado é um critério bem visto pelo Google, o que pode alavancar os resultados da sua estratégia de posicionamento orgânico.

Com as ferramentas corretas, é possível analisar de onde está vindo o tráfego, quantidade de pessoas que estão acessando, qualidade do público que acessa, comportamento do público, e se os visitantes vindos dessas fontes estão se convertendo em leads (possíveis clientes).


CONCLUSÃO

Analisar os canais que sua empresa deve investir e saber como utilizá-los é muito importante para você não ficar jogando dinheiro fora em marketing.

A partir da avaliação de desempenho das suas estratégias de marketing, é possível potencializar e comprovar a eficiência das ações, direcionando os esforços para o que der mais resultado.

Então, você sabe quais as métricas mais importantes para uma empresa?

Comentários